TEMPUS FUGIT

Início do segundo semestre, fim de recesso ou férias para alguns, mas para todos nós uma única sensação: e lá se foi a metade do ano… Muito rápido, dizem algumas pessoas. Mal estávamos trocando presentes do último Natal, dizem outras. O fato é que, não raro, estamos imersos em um vendaval de obrigações, atividades e tarefas que nos retiram o melhor da vida: o tempo, na sua real essência. Os atropelos do cotidiano, consequência desta nossa modernidade líquida, vêm nos esmagando como um rolo compressor. Mas, espere! Quem é o protagonista desta peça chamada vida? Não é você mesmo? E eu? E cada um de nós em nossos próprios palcos? Quando foi que saímos de cena e passamos a ocupar algum lugar no fim da plateia?

Muito se fala em gestão, nos dias atuais: gestão de pessoas, para otimizar e engradecer relacionamentos; gestão de processos, para obter melhores resultados; gestão de finanças, para o reequilíbrio da saúde financeira e sobrevivência no caos econômico que estamos vivendo. No entanto, em meio a “tantas gestões” há uma que necessita, com a maior urgência, ser conhecida, refletida, tratada e absorvida: a gestão do tempo. É a mola mestra de uma vida feliz, produtiva e equilibrada. É a única gestão que realmente importa ao ser humano, porque o coloca novamente como protagonista de sua própria existência. É a gestão capaz, inclusive, de dar vazão e eficiência às demais, caso desejemos adotá-las também. O fato é que saber gerir o tempo é tão básico e ao menos tempo tão essencial. Nos perdemos nesta estrada. Em algum momento pegamos um atalho que nos pareceu mais atrativo, mas era uma grande cilada. É preciso retornar.

O tempo é uma criação do homem desde a antiguidade e se tornou de tal forma intrínseco à sua existência que é capaz de operar milagres por meio de marcos e eventos que parecem nos devolver a chance de ser feliz. Já pensaram na mágica do Ano Novo ou de nossos aniversários? É como se o cronômetro fosse zerado e nos fosse devolvida a chance de reconstrução de nós mesmos e de nossa própria vida. Ainda que Descartes tenha nos apresentado a divisão matemática dos segundos, minutos, horas e dias, ainda que os ciclos possam se construir pela mente humana, uma coisa é inexorável: a medição do tempo transformou o homem. E se é assim, não há como ignorar os efeitos do seu mau uso, porque já não nos imaginamos à parte do tempo. Estamos em uma dimensão concreta (ainda que se possa cogitar de outras mais sutis) em que experimentamos com nosso corpo os efeitos do tempo. Por isso perder tempo ou tornar nossa vida inteiramente circunstancial nos faz tão mal.

Então, a questão da gestão do tempo é, de fato, a mais imprescindível de todas. Para quem sabe gerir o tempo, o ano não passa depressa, a sensação de atropelo não existe, as angústias e ansiedades se transmutam em segurança, paz interior e felicidade. Compreender o significado de tarefas e metas é o caminho para a realização do que é preciso para uma vida verdadeiramente plena. Dificuldades e obstáculos se transformam e pontes a serem transpostas. O que corriqueiramente era tido como dor ou incômodo se transforma em exercício de fortalecimento do caráter e etapas de um caminho cuidadosamente planejado na direção certa.

Se as notícias veiculadas sobre o que vem acometendo as pessoas negativamente tangenciam a ansiedade, a angústia e o vazio, certamente há nesses males um ponto em comum: vidas absolutamente absortas em circunstâncias, entregues quase em sua totalidade a demandas urgenciais e pouquíssimo ou nada planejadas, bem geridas e bem vividas. A equação é simples: o bom uso do tempo somado a um planejamento cuidadoso certamente resulta em felicidade integral. E sabe o que é melhor? Para cada um de nós existe um resultado pessoal e que é capaz de nos fazer felizes, porque a gestão do tempo feita por nós mesmos, com um planejamento que se amolda às nossas próprias características e necessidades pessoais, sociais e espirituais, devolve-nos nosso papel original de protagonistas de nossas próprias vidas!

Quer saber como? Venha participar conosco do Workshop Gestão do Tempo, que acontece no próximo dia 12/08, entre às 10h e 17h (alimentação e transporte inclusos) lá na sede do Movimento DeDiCo. Deixe o grupo daqueles que se queixam que o ano passou depressa e passe a fazer parte do grupo dos que afirmam que vão vencer neste ano de 2017! Tome fôlego para viver os melhores dias do seu ano! Venha se preparar conosco!

20294372_789446051227662_3776333650473420398_n

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s